"A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar." (Martin Luther King Jr)

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Juízes do 189º Concurso de Ingresso na Magistratura iniciam curso de vitaliciamento

Presidente e corregedor ministram palestras de abertura. Os 94 juízes do 189º Concurso de Ingresso na Magistratura iniciaram hoje (24) o Curso de Aperfeiçoamento para Vitaliciamento, promovido pela Escola Paulista da Magistratura (EPM). O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Fernando Antonio Torres Garcia, e o corregedor-geral da Justiça, desembargador Francisco Eduardo Loureiro, fizeram as exposições inaugurais. Na abertura dos trabalhos, o diretor da EPM, desembargador Gilson Delgado Miranda, agradeceu aos coordenadores do curso e destacou a qualidade da programação e a excelência dos expositores. “Os conhecimentos que serão transmitidos certamente auxiliarão os senhores no dia a dia da judicatura”, disse aos participantes. O vice-diretor da EPM, desembargador Ricardo Cunha Chimenti, coordenador da área de Aperfeiçoamento para Vitaliciamento e Apoio aos Juízes da EPM, salientou os três pilares do curso: gestão de processos, gestão de pessoas e autogestão. O presidente Fernando Antonio Torres Garcia ressaltou que o vitaliciamento é um marco na carreira de todos os magistrados e o papel do curso para o aprimoramento da prestação jurisdicional. Em sua exposição, abordou ética e relacionamento com outras instituições. “A ética é de suma importância para uma carreira sólida e exitosa e nunca se afasta do pensamento do juiz. Tem que ser vivenciada dia a dia”, disse. Ele também falou sobre o bom relacionamento institucional com outros poderes, demais órgãos do sistema de Justiça e com a população. “O magistrado precisa sempre construir pontes e não barreiras, nunca abrindo mão da independência e com muita responsabilidade e critério.” Os valores da ética para a Magistratura foram aprofundados pelo corregedor Francisco Eduardo Loureiro. Ele citou a Lei Orgânica da Magistratura, o Código de Ética da Magistratura Nacional e o Código de Conduta Judicial de Bangalore como três documentos que norteiam a carreira. Falou sobre o comportamento do juiz e os cuidados que precisam ser tomados na vida pública e privada. “Nós temos deveres além daqueles que todas as pessoas têm, pois também temos poderes que demandam maior responsabilidade”, afirmou. O curso prossegue na modalidade presencial até sexta-feira (28) e, após, serão ministradas 15 aulas no ambiente de aprendizagem virtual da EPM. A programação consiste em exposições dialogadas, fóruns de debate, apresentação de casos práticos e tarefas, abrangendo temas como redes sociais, eleições, participação de crianças e adolescentes no processo, prática na vara de família, inteligência artificial, execução criminal, direitos humanos, direito e persidades, liberdade de expressão, infância protetiva, litigância predatória, execução contra a fazenda pública, acidentes de trabalho, sistema tributário, cartórios extrajudiciais e tutelas de urgência de saúde, entre outros. Também compuseram a mesa de abertura o vice-presidente do TJSP, desembargador Artur Cesar Beretta da Silveira; o presidente da Seção de Direito Público, desembargador Ricardo Cintra Torres de Carvalho; o presidente da Seção de Direito Criminal, desembargador Adalberto José Queiroz Telles de Camargo Aranha Filho; a presidente da Comissão Examinadora do 189º Concurso, desembargadora Silvia Rocha; e o desembargador Paulo Sérgio Brant de Carvalho Galizia, coordenador da área de Aperfeiçoamento para Vitaliciamento e Apoio aos Juízes da EPM e do curso. Estavam presentes os desembargadores Newton de Oliveira Neves, Luciana Almeida Prado Bresciani e Luis Paulo Aliende Ribeiro, a procuradora de Justiça Tereza Cristina Maldonado Katurchi Exner e os advogados Sheila Cristina Neder Cerezetti e Oreste Nestor de Souza Laspro, integrantes da Comissão Examinadora; e os juízes Eduardo Palma Pellegrinelli, José Eugenio do Amaral Souza Neto, Ana Luiza Queiroz do Prado, Denise Indig Pinheiro, Juliana Silva Freitas, Luciana Caprioli Paiotti, Renata Coelho Okida e Tatiane Moreira Lima, integrantes da coordenação do curso.
24/06/2024 (00:00)

Contate-nos

QUARTIERI SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Rua Cândido Carneiro  133
-  Vila Bom Jesus
 -  São José do Rio Preto / SP
-  CEP: 15014-200
+55 (17) 3364-0362+55 (17) 98107-0673
Visitas no site:  200491
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia