"A injustiça num lugar qualquer é uma ameaça à justiça em todo o lugar." (Martin Luther King Jr)

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Newsletter

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Presidente do STF visita escola em Curitiba (PR) e conversa com estudantes do ensino médio

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), realizou nessa sexta-feira (1°) uma visita ao Colégio Estadual do Paraná. O ministro conversou com jovens estudantes do 3° ano do ensino médio.Barroso afirmou que, para uma vida completa, feliz e de sucesso, é essencial identificar o que se quer e buscar conhecimento de si próprio e do mundo. “É preciso buscar seus pontos fortes e fracos para identificar o que realmente viemos fazer nesta vida, nem sempre alcançamos o que queremos. É preciso ter empatia ao conhecer alguém que não conseguiu chegar ao sucesso ainda. Isso quer dizer que essa pessoa ainda está lutando batalhas e tentando vencer”, aconselhou.Para ele, todos devem querer progredir e ser o melhor que puderem ser. “Não se contentem em ser ‘mais ou menos’. Sejam a melhor versão que puderem ser. Não é uma questão de competição, de serem melhores do que os outros, mas de fazer o melhor que puderem, de forma bem-feita”, afirmou.ConhecimentoDurante a conversa com os estudantes paranaenses, o ministro apontou que questões como a democracia, o desenvolvimento tecnológico e as mudanças climáticas são temas fundamentais para entender o momento global atual, além das situações que envolvem as crescentes guerras. Para ele, esses são assuntos que vão repercutir para o futuro das próximas gerações.“Parte da preocupação de vocês estará nessas questões. Tem muito negacionismo e adiamento de soluções globais. Vocês devem saber o que está acontecendo no Brasil e no mundo. Devem saber escolher lados quando precisar e compreender o mundo. Nunca devemos formar uma opinião sem ouvir os dois lados. Investir no próprio conhecimento fará diferença para todos”, ressaltou.Na visita, o ministro tambén conheceu as instalações do Planetário e do complexo de Astronomia do Colégio Estadual.Demais compromissosA agenda do ministro em Curitiba ainda contou com outros encontros, entre eles a assinatura de uma parceria para a execução das ações de implantação do Programa de Ação Afirmativa do CNJ com a Associação de Magistrados do Paraná (Amapar) e a Escola de Magistratura do Paraná (EMAP).Pelo memorando de entendimento, a Amapar e a EMAP terão direito ao credenciamento e a oferta de 200 vagas para pessoas negras e indígenas em cursos preparatórios para o Exame Nacional da Magistratura (ENAM) e para os concursos dos tribunais, por ramo da Justiça. O Programa CNJ de Ação Afirmativa efetiva as políticas do CNJ criadas para garantir a equidade étnico-racial no Poder Judiciário, que estabelecem, respectivamente, os percentuais mínimos de 20% de pessoas negras e de 3% para pessoas indígenas na carreira da magistratura.A passagem de Barroso pela capital paranaense ficou marcada, ainda, pela adesão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) ao Pacto Nacional do Judiciário pela Linguagem Simples. “Temos desenvolvido um projeto de utilização de linguagem simples para evitar que a linguagem seja um instrumento de poder que exclui as pessoas que não dominam esse conhecimento, da participação e do debate”, afirmou o presidente do STF. Na ocasião, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, homenageou o ministro com a Comenda de João Durim – Luz dos Pinhais. A honraria, segundo o prefeito, reconhece o esforço do homem para ser maior do que as árvores que dão o nome à Curitiba, que significa luz dos pinhais.
01/03/2024 (00:00)

Contate-nos

QUARTIERI SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Rua Cândido Carneiro  133
-  Vila Bom Jesus
 -  São José do Rio Preto / SP
-  CEP: 15014-200
+55 (17) 3364-0362+55 (17) 98107-0673
Visitas no site:  134615
© 2024 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia